quarta-feira, julho 05, 2006

Noites Insones.













Helena Coelho : Pintora Naïf. Nasceu no Rio de Janeiro, em 1949. Sempre em atividade, expondo em museus do país e mostra coletiva e individual, apresentando-se no exterior com grande sucesso.Incluída em livros como referência no panorama de nossa arte, em especial a arte naïf. Sua arte é muito interessante, é comprometida com a simplicidade das coisas belas e deve ser apreciada, admirada com aplausos.
(Fonte de Consulta: Cayomecenas, ArtCanal,Galeria Jacques Ardies)
----------------------------------------------------------------------------------
Meus Caros Leitores e Amigos, agradeço muito pela participação de vocês. Coloquei, pregado no varal mais um texto da safra poética.Alguns dos meus escritos, foram selecionados e estão expostos no site de minha querida amiga e escritora Arlete Meggiolaro, em seu Orvalho D`Alma ,uma página que promove e divulga autores brasileiros e que vale sempre uma visita.Um grande abraço.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Em silêncio desato nós
cegos
amarrados
bem lá
no fundo
do coração.

Sonhos congelados
derretem as
ilusões passageiras
que embotam
obscuras
noites insones.

Guardo os momentos
felizes em um baú
empoeirado
no interior de meu
ser inanimado.

Sigos os passos iluminados
pelo breu
para encontrar
as cores fragmentadas
da felicidade.

Na tela encardida
cerzida
pelo tempo os
instantes do
meu presente
estão
perdidos em
minhas vagas
memórias.

Rabiscadas nas margens
dos rascunhos
feitos a mão pela
vida a fora.

Prossigo os caminhos
dando voltas em torno
de mim.

Era noite.
Não me acho.
Continuo acordado.


7 comentários:

Laura disse...

Era noite não me acho... bonito. bjs querido.Laura

Lia Noronha disse...

Muito linda a poesia..vou lá conhecer o blog ..ok?
Boa noite de quinta-feira meu querido amigo
Beijos bem carinhosos.

Márcia Lustosa disse...

Fiz uma visita no Orvalho D`Alma, adoro suas poesias, você sempre brilhando e conseguindo nos emocionar.
Obrigada Wilton por compartilhar conosco tão belos poemas, que nos fazem entrar em sintonia com o nosso eu interior.
E o Ramon cada vez mais sabido? Dê um abraço bem apertado nele, para você e Marilena, desejo toda felicidade do mundo.
Bjãooo e fique com Deus.

Mércia disse...

Tão lindo quanto os que foram publicados no www.orvalhodalma.com.br! Lá, igual encontro aqui, os poemas são uma demonstração da sua sensibilidade. Sempre me encantam.
Bjos...linda sexta-feira.

Jôka P. disse...

Rapaz, parabéns por ter merecidamente tido o seu texto selecionado para um site tão bacana !!!
Essa quitanda é cultural meRRRmo !
Abç!
:)

Beth disse...

Puxa, amigo, lindo, mas tão triste!
Vc escreve muito bem, parabéns!
Bjus

Saramar disse...

Querido, ca cada dia, seus poemas são mais bonitos.
Gostei muito desses "rascunhos" onde sempre nos perdemos.

Beijos
P.S. Irei lá na Arlete, o site dela é lindo. Vovê viu meu poema lá?